Apoio cultural

Esquina 10

Esquina 10

sábado, 15 de março de 2014

Bando do Marcel Ganem cometem três roubos.

Foto ilustrativa
Em menos de 24 horas, supostamente um bando do Marcel Ganem, sob comando do indivíduo de alcunha Maikon Gabriel, roubaram três empresários do município. Ontem (14), à tarde, o bando, formado por quatro elementos, roubou uma pessoa que compra borracha de seringa, na região da Queimada Grande. 
O chefe do bando.

Hoje pela manhã (15), na entrada de Pedras de Una, parte do mesmo bando roubou uma moto broz (Una-Bahia), relógio e celular de uma pessoa e posteriormente, roubaram dinheiro e um moto-serra de uma loja de insumos agrícolas no centro da cidade.

Uma juventude toda perdida.
Ao perceber que a viatura da PM estava no encalço dos mesmos, os dois elementos abandonaram a moto e caíram numa mata próximo a entrada do lixão. Segundo relato de testemunhas, os ditos estão de posse de um revólver e duas pistolas semi-automáticas. O bando age com violência e ameaça as vítimas a não darem queixa, sob pena de represaria. Eles já atiraram em moradores do Marcel Ganem e incendiaram diversas casas.

Nossa história contada por Alvininho da Bahia

Tarde chuvosa, no inicio dos anos 70, eis que chega um cavaleiro montando em um cavalo branco e à Fernando Cara de Pau (in memorian) entrega um bilhete de seu fornecedor de carne com o seguinte dizeres:

"Fran do cupe,
Peco mandreco u docupe do gupe, poi estoi em Santo roco i não poco iai.
Ass. Antonco" 

Entusiasmado Fernando Cara de Pau lê o bilhete do amigo, todavia não consegue decifrar o que ele quis dizer, e pede auxilio para Gilvan (irmão de Alvinho e escrivão da Justiça), que não conseguiu lê, e este passou para Roberto Mentira (escriturário da CEPLAC) que também não decifrou a mensagem. 

O dito bilhete foi visto por Arimar Chaves (in memorian), Chocolate, Bercinho e Jan Pool, todos com o nível intelectual avançado na época, mas nenhum deles conseguiu esclarecer as escritas.

Eis que chega Dona Carmelita (in memorian), esposa de Fernando Cara de Pau e, em meio as calorosas discussões, toma conhecimento do bilhete, pede ao marido para vê-lo, porém exclama em pergunta: Este bilhete é de meu padrinho e vocês que alisaram os bancos das escolas não conseguem lê uma besteira dessa? E passa a decifrar a mensagem:

"Fernando do Açougue,
Peço mandar o documento do Jeep, pois estou em Santa Rosa e não posso ir ai. Assinado. Antonio Cardoso". 

Isso deu a maior confusão, segundo a história, por conta de um gaiato que estava no local e provocou um descontentamento entre os personagens (o resto da história só Alvininho da Bahia para contar ao vivo).