Apoio cultural

Esquina 10

Esquina 10

domingo, 2 de dezembro de 2012

Duas centenárias em Una


Texto do Una Na Mídia com informações de Dr. Veronique Tateishi
Fotos: Acervo da família

D. Catharine assinando o Termo de Posse
Gomemaire "in memorian"
Completou exatos 100 anos, a Sr. Catharine Celen Hompesch, ela chegou ao Brasil no inicio da década de 60. D. Catarina, como chama o povo de Una, é viúva de Sr. Gommaire Celen com quem tiveram duas filhas, Ginette e Fernanda, e um filho, Jean Pierre, que quando da decisão de virem morar no Brasil, já era maior de idade e assim preferiu permanecer na Bélgica. Avó de Adriano e Dra. Veronique, Fabrício e Jean Pierre, e bisavó de Lucas, Lara, Luiza e Luiz Eduardo e Ana Luz. Seu Gomemaire ou Goméa como era chamado, faleceu em 1983.

D. Catharine e a família, filhos,  netos e bisnetos 
O aniversário foi comemorado por parentes e amigos da família, no ultimo dia 28 de Novembro. A anfitriã nasceu na cidade de Bene Heuzai, na Belgica, sempre uma pessoa determinada desde criança, era visível o espírito de liderança, que, aliás, é uma das suas principais qualidades. Formada na melhor escola da província de Liege (Bélgica), trabalhou como enfermeira, secretaria executiva, gerente de uma estância hidromineral na cidade de SPA, onde viveu ate sua vinda aqui no Brasil em junho de 1963.
D. Catharine e Dr.ª Veronique
D. Catharine e o Bolo

Em nossa comunidade, juntamente com outros belgas, sabendo do favorável clima para o cultivo da cultura do cacau e da seringa, foi uma das pioneiras nesses investimentos em nosso município. Dona Catarina residiu e trabalhou diretamente no cultivo do cacau e da seringueira em sua propriedade agrícola, que fica na região de Lençóis, até o ano de 1978, quando decidiu morar na sede do município. 

D. Brígida e o Paraíso.

Também completou 100 anos no mês de Outubro a Sr.ª Brígida dos Santos Rocha. D. Brígida mora na região do Paraíso desde que nasceu. Ela é descendente de escravos que trabalhavam na região de Pedras e Paraíso. D. Brígida teve quatro filhos, dentre eles Tonhão, Juliana e Damiana, as ultimas moram na mesma região de Paraíso, e diversos netos, bisnetos, trinetos e tetranetos.

Nossa crítica.

Parabéns a essas personalidades vivas do nosso município. Interessantes que os professores formados em história se reunissem para colher dados dessa personalidades e de outras, a fim de montar uma biografia dessa pessoas, para que a nossa história se perpetuasse no tempo. O nosso atual Secretário de Educação é um dos que fazem parte do acervo de professores de história do nosso município, já deu o ponta-pé inicial, com a história dos Belgas e seu trabalho de final de curso, já Soane Cristino retrata em seu trabalho de mestrado uma parte da história política de Liberalino Barbosa Souto.